Cirurgia Ortognática

Klaus Rodrigues de Oliveira – Doctoralia.com.br

Cirurgia Ortognática

O que é

A Cirurgia Ortognática é um procedimento que tem como objetivo a correção das imperfeições da face e do engrenamento dos dentes, relacionadas aos posicionamentos inadequados dos maxilares. O objetivo é um face harmônica com melhora da estética e função.

Para quem?

Pacientes que apresentam: sorriso gengival (crescimento ósseo excessivo vertical da maxila), prognatismo (maxila e/ ou mandíbula muito desenvolvidas), retrognatismo (maxila e/ou mandíbula muito recuadas, com pouco crescimento) ou casos mais severos em que a face é assimétrica, ou seja, um lado possui um crescimento diferente do outro.

Como funciona

Inicialmente o ortodontista corrige a posição dos dentes nas bases ósseas e depois o cirurgião realiza o reposicionamento através de cortes ósseos que são fixados com placas e parafusos. O procedimento é todo realizado dentro da boca, sem cicatrizes visíveis.

Dr. Klaus extremamente atencioso, tirou todas as minhas dúvidas e mudou minha vida. Muito obrigada!

Giovanna Barros

giovanna

Cirurgia Ortognática e suas classes

Classe 1

É a relação harmônica entre os maxilares, com um engrenamento correto da mordida.

Cirurgia ortognática Classe 1

Classe 2

São pacientes que apresentam o perfil de “queixo pra trás”. A arcada superior está bem projetada em relação a arcada inferior. A alteração pode ser por excesso de crescimento do maxilar superior (maxila), pouco desenvolvimento do maxilar inferior (mandíbula) ou a combinação destes.

Cirurgia ortognática Classe 2

Classe 3

São pacientes que apresentam o perfil de “queixo pra frente”. A arcada inferior está bem projetada em relação a arcada superior. A alteração pode ser pelo pouco desenvolvimento do maxilar superior (maxila), excesso de crescimento do maxilar inferior (mandíbula) ou a combinação destes.

Cirurgia Ortognática Classe 3

⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐

O que os pacientes falam

Maria Júlia
Maria Júlia
Paciente

Excelente profissional. Fiz minha rinoplastia com o Dr. Klaus e estou muito satisfeita. Ele é super caprichoso e atencioso tanto no pré quanto no pós operatório. Super indico!!

Lucas Lima de Souza
Lucas Lima de Souza
Paciente

Após minha fratura no nariz, o Doutor Klaus consertou 100% os danos causados, sem ficar nenhuma sequela. E melhorou muito o visual e a respiração.

Izabela Ferreira
Izabela Ferreira
Paciente de Ortognática

Dr. Klaus é um profissional de excelência, dedicado e íntegro. Ele realizou minha cirurgia ortognática no início de 2021, estou muito feliz com o resultado e sempre será minha indicação como médico bucomaxilo.

Sobre recuperação e riscos

Pós operatório e recuperação

O paciente que se submeter à Ortognática irá ficar um período de 30 dias com restrição a alimentos mais consistentes devido ao bloqueio intermaxilar com elásticos. A dieta será líquida/pastosa e a mudança para alimentos mais consistentes é gradativa. Repouso relativo, com afastamento de atividades físicas por um período de 15 dias também são indicados.

Riscos

Complicações inerentes a qualquer procedimento cirúrgico-anestésico como infecções, sangramentos, reações a medicamentos e algumas específicas ao procedimento como formigamentos na face, inchaço, dificuldade de abrir a boca e obstrução nasal que são transitórios.

Alguns exemplos de antes e depois

Klaus Rodrigues - Procedimentos

O objetivo da cirurgia ortognática é uma recuperação da harmonia facial, com uma correta relação entre as arcadas dentais, melhorando a função mastigatória, respiratória e fonatória.

Médico responsável

Klaus Rodrigues

MD, CD, ACBC | CRMMG: 52859 | RQE: 36700 | RQE: 42078 | CROMG: 32102

Klaus Rodrigues - Cirurgia Ortognática

Blog do Klaus

Saiba mais sobre a cirurgia plástica no Brasil

O Brasil é o segundo país no mundo onde é realizado o maior número de cirurgias plásticas, com 1.592.106 procedimentos por ano, ficando atrás somente dos Estados Unidos, com 1.620.855.

De acordo com levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o Brasil possui cerca de um cirurgião plástico para cada 44 mil habitantes. Número considerado elevado se comparado aos Estados Unidos, em que se tem um especialista para cada 50 mil.

×